Quando as emoções comandam a fome

30
Mai
Quando as emoções comandam a fome

Quando as emoções comandam a fome

Já se sabe que o ato de se alimentar não está associado apenas com a sensação fisiológica pela qual o corpo percebe que necessita de alimento para manter suas atividades inerentes à vida. A comida tem um significado mais amplo, extrapolando o âmbito da necessidade e da nutrição. Desse modo, a forma como alimentamos e relacionamos com um determinado tipo de alimento revela parte da nossa vida afetiva.

Neste contexto podemos classificar a fome em dois tipos: a fisiológica e a psicológica. O primeiro tipo de fome aparace quando o corpo sente a necessidade de reabastecer as energias, tende a vir de forma gradual e pode ser adiada, além de ser satisfeita com qualquer quantidade de comida. Uma vez saciado é provável que pare de comer e não sinta remorso. Já a fome psicológica ou emocional é sentida de forma súbita e urgente. Provoca desejos muito específicos, por exemplo, pizza ou chocolate, e geralmente leva o indivíduo a comer mais que o normal, acarretando um sentimento de culpa logo após a refeição.

Os sentimentos de medo, frustração, ansiedade, estresse e preocupação provocam a vontade de querer comer algo, mas sem ter clareza de qual alimento se deseja. Geralmente, as pessoas optam por alimentos mais calóricos, ricos em gorduras e carboidratos, os quais oferecem uma sensação de conforto e prazer. Porém este alívio é momentâneo e os sentimentos negativos permanecem. Assim, a fome emocional está associada ao descontrole alimentar, que causa um ganho de peso e excesso de gordura corporal, tendo como resultados o aparecimento de doenças metabólicas crônicas como a obesidade, hipertensão, dislipidemia, o diabetes, entre outros.

Mas como podemos ajudar os pacientes que apresentam esta fome emocional? A 6° edição da revista mais saber aborda esse assunto e outros artifícios que podem ser trabalhados no plano alimentar.

Além dessa matéria, a revista está recheada de outros temas interessantes como: obesidade infantil; entrevista com a nutricionista Lívia Arruda, 2ª Tenente da Escola Preparatória de Cadetes do Ar - Força Área Brasileira de como ter uma trajetória profissional de sucesso; segurança em navegação na internet e as olimpíadas que ocorrerão em nosso país.

Corre lá e confira!

Renata Gomide- Consultora Nutricional do Dietpr

Compartilhe este post

(31)3892 7700
Rua Verano Faria, 53 Centro
Viçosa MG - 36570000
Close