Série Dicas Nutrição: Não fique carente de nutrientes III

30
Mai
Série Dicas Nutrição: Não fique carente de nutrientes III

Série Dicas Nutrição: Não fique carente de nutrientes III

Ainda falando de vitaminas hidrossolúveis, nesta terceira etapa da nossa série de dicas, falaremos sobre a vitamina B3. Veja os detalhes!

Vitamina B3

Também é conhecida como niacina e, sendo absorvida no intestino, o interessante é que ela pode ser produzida, em pequenas quantidades, pelo nosso organismo, bastando, para isso, a presença de um aminoácido chamado triptofano.

Sua principal função é participar no metabolismo energético, ou seja, produção de energia oriunda dos carboidratos, proteínas e gorduras. Quando ocorre a deficiência de niacina, inicia-se um quadro de fraqueza muscular, perda de apetite, indigestão e erupções cutâneas.

Com o avanço da carência temos o quadro de pelagra, que se caracteriza por pele avermelhada e áspera, principalmente nas áreas mais expostas à luz solar como rosto, pescoço, joelhos, cotovelos, língua vermelha e lisa, ardor na boca, estomatite, diarreia e alterações mentais (cefaleia, irritabilidade e esquecimento). A pelagra é a consequência de uma carência de vitamina B3 e de triptofano ou de seu metabolismo.

As principais fontes de niacina são a levedura, fígado, carnes em geral (aves e peixes, inclusive), leguminosas, cereais integrais, frutas secas e está presente em vários legumes, frutas e verduras (como o brócolis, o tomate, a cenoura, o aspargo, o abacate e a batata-doce). O excesso dessa vitamina pode causar rubor, queimação e formigamento ao redor do pescoço e nas mãos.

Na próxima semana, vamos trazer mais informações sobre a vitamina B6. Não deixe de conferir!

Adriana Lopes Peixoto - Coordenadora de Marketing e Vendas da A.S.Sistemas

Renata Gomide - Consultora Nutricional do Dietpro

Compartilhe este post

(31)3892 7700
Rua Verano Faria, 53 Centro
Viçosa MG - 36570000
Close