Obesidade Infantil: 8 dicas para ajudar a prevenir

30
Mai
Obesidade Infantil: 8 dicas para ajudar a prevenir

Obesidade Infantil: 8 dicas para ajudar a prevenir

Infelizmente a obesidade deixou de ser um problema só de adultos. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o número global de crianças e adolescentes obesas ou acima do peso aumentou de 32 milhões em 1990 para 42 milhões em 2013. Se as tendências atuais continuarem, o número de crianças com excesso de peso em todo o mundo aumentará para 70 milhões até 2025, colocando esse grupo em um risco crescente para doenças crônicas, como hipertensão, diabetes, doenças cardíacas e outras, devido, em grande parte dos casos, à alimentação desequilibrada e inadequada.

Mas, diante desta circunstância e principalmente para evitar está situação o que fazer para mudar os hábitos alimentares das crianças? Algumas atitudes diárias que podem ajudar, acompanhe:

1.Mudança dos hábitos alimentares de toda a família: o primeiro passo é mudar os hábitos alimentares de toda família, os pais têm que servir de exemplo para seus filhos.

2.Planeje as refeições: faça planos para que sempre que possível as refeições sejam feitas em família. Organize os horários das refeições (café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia).

3.Estimule a participação das crianças na elaboração das preparações: deixe o seu filho ajudar a preparar os alimentos. Torne as preparações das refeições um ato divertido e interessante.

4.Torne os alimentos e preparações mais atraentes: tente mudar as preparações dos alimentos, tornando sua aparência mais atraente, seja criativo durante as preparações. Uma forma muito eficaz de estimular a criança a jantar e almoçar é fazer um prato com formas divertidas, misturando as cores dos alimentos, fazendo, por exemplo, o rostinho de um boneco com o arroz, o cabelinho com a couve, o olhinho com a cenoura, com a beterraba o narizinho, o feijão pode ser a boquinha e o bife a orelhinha. Assim, a criança se diverte e alimenta de maneira mais saudável.

5.Mantenha a geladeira e a despensa saudáveis: uma despensa saudável e uma geladeira cheia de alimentos nutritivos são importantes para toda a família. Não adianta querer que a criança coma fruta enquanto os pais comem salgadinhos e doces. Os alimentos tentadores e pouco saudáveis devem ficar de fora da cozinha pelo menos de segunda a sexta. O ideal seria comprar alimentos saudáveis para o consumo de toda a família como frutas, legumes, pães, biscoitos sem recheio, leite e derivados, em vez de salgadinhos, balas, ou alimentos com pouca quantidade de fibras e rico em gordura e calorias. Mas, é claro que esta mudança tem que ser aos poucos, permitindo que a criança coma algum alimento diferente no fim de semana, como por exemplo, um sorvete.

6.Lancheira saudável: não dê dinheiro todos os dias para que a criança compre merenda na escola, estimule a levar a merenda de casa, pelo menos 3 vezes na semana. Prepare lanches saudáveis, coloque frutas e sucos naturais. Evite as balas, refrigerantes, biscoitos recheados e do tipo chips. Talvez seja interesse também estimular os pais dos colegas de seus filhos. Que tal falar deste assunto na próxima reunião escolar?

7.Exercite-se: a atividade física é um fator importante para o controle da obesidade. Programe atividade física para toda a família. Se não puder, matricule seu filho em atividades que seja de seu interesse, ou mesmo em casa, estimule-o movimentar-se. Leve-o para passear nos finais de semana, andar de bicicleta, jogar bola.

8.Reeducação alimentar: enganam-se quem pensa que a dieta para crianças é restritiva, que muitos alimentos são proibidos e que é uma covardia. Ao contrário, é um bem que os pais estão fazendo aos filhos. Na reeducação alimentar infantil, as crianças aprendem a comer bem, percebem que até podem usar seus alimentos preferidos como biscoitos, sorvetes, bolos, porém devem fazê-los nos finais de semana e com moderação. Aprendem também que existem muitas formas de comer alimentos gostosos e ao mesmo tempo saudáveis.

Resumindo, a orientação alimentar e a dieta personalizada são fundamentais para todas as crianças, especialmente as que apresentam excesso de peso. E o importante é que todos os membros da família estejam envolvidos nesta mudança, pois a alimentação saudável é essencial em todas as fases da vida.

Adriana Lopes Peixoto – Coordenadora de Marketing e Vendas da A.S.Sistemas

Renata Gomide - Consultora Nutricional do Dietpro

Compartilhe este post

(31)3892 7700
Rua Verano Faria, 53 Centro
Viçosa MG - 36570000
Close