Desvendando a culinária japonesa

30
Mai
Desvendando a culinária japonesa

Desvendando a culinária japonesa

A culinária japonesa tornou-se uma paixão nacional, sendo possível encontrar sushis até nos restaurantes a quilo. Por ser vista como uma culinária saudável e aliada à boa forma, é procurada por muitos que seguem uma dieta com menor teor de gordura, porém a cozinha japonesa não é 100% saudável, possuindo algumas armadilhas. Assim, elaboramos essa matéria com as vantagens e desvantagens de alguns ingredientes que compõem esta culinária que conquistou nosso país, para que você saiba escolher as opções mais saudáveis. 

Alguns ingredientes da culinária japonesa:

-ALGAS: são vegetais marinhos presentes, principalmente nos sushis e temakis. Excelentes fontes de iodo e vitaminas do complexo B que participam da regulação da serotonina (hormônio neurotransmissor que nos confere a sensação de prazer e bem-estar). Além disso, são inibidores de apetite natural, ajuda na redução da absorção de gordura e no funcionamento do intestino. 

-GENGIBRE: tem ação desintoxicante, favorece a digestão e alivia a constipação intestinal. Apresenta propriedades anti-inflamatórias e bactericidas. Além disso, o gengibre é termogênico, sendo capaz de acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura corporal, contribuindo para o emagrecimento.

-PEIXES: atum e salmão são as espécies mais utilizadas. Por ser fonte de ômega 3, é excelente antioxidante e previne doenças cardiovasculares, através da redução de triglicerídeos, elevação dos níveis do HDL e diminuição de LDL. Auxilia também na redução do quadro inflamatório e na modulação do sistema imune. Porém, o salmão tem um elevado valor calórico devendo ser consumido com moderação. 

-MOLHO SHOYO: tempero tradicional japonês, tendo em sua composição açúcar e sódio, substâncias que, em excesso fazem mal a saúde. Assim, para as pessoas que desejam emagrecer ou se manter em forma devem consumir moderadamente este molho, pois é responsável pelo aumento das calorias de muitos pratos japoneses. Além disso, o sódio quando ingerido em excesso auxilia na retenção de líquidos e aumento da pressão arterial.

-COGUMELOS: shitake e shimeji são duas espécies que incrementam o cardápio da culinária japonesa. Apresenta grande quantidade de proteína e fibras, e poucas calorias, assim, torna-se um grande aliado para perda de peso. Além disso, contém uma substância chamada Lentinula (lentinan) que reforça o sistema imunológico e previne doenças degenerativas como o câncer.

-TOFU: queijo de soja muito rico em proteínas, minerais, principalmente cálcio, fósforo e magnésio, e vitaminas. A soja contém isoflavonas que confere propriedades funcionais, atuando como antioxidantes. Assim, o seu consumo está associado a baixa incidência de câncer (mama, próstata e cólon), doenças cardiovasculares e osteoporose, além de amenizar os sintomas da menopausa.

-WASABI: é uma pasta verde feita da planta wasábia (ou rabanete japonês), usada para apimentar as preparações. Este tempero atua no organismo como antibacteriano e anti-inflamatório, em particular no trato respiratório. Apresenta alto teor de vitamina C, o que auxilia na melhora do sistema imunológico. No entanto, em excesso pode causar irritação gastrointestinal, causando diarreias e vômitos.

-MISSÔ: é uma pasta de soja fermentada, muito utilizada para temperar sopas, cereais, legumes, vegetais e peixes. É rico em cálcio, aminoácidos essenciais, vitaminas do complexo B, principalmente B2 e B12, além da vitamina E. Tem poder de desintoxicar o organismo, principalmente de metais pesados e radiação. Além disso, auxilia na digestão e na eliminação de toxinas, prevenindo alguns tipos de câncer.

Como visto, a comida japonesa possui vários alimentos saudáveis e variados, e estes em si não são tão calóricos, mas em muitos casos, a escolha do molho, acompanhamentos e modo de preparação pode interferir na qualidade final da refeição. Assim, as versões Filadélfia, hot roll, rolinho primavera e o tempurá são exemplos de preparações que devem ser consumidos moderadamente.

Diante disso, é importante conhecer as preparações e atentar para a quantidade consumida para compor uma alimentação equilibrada e saudável, aproveitando assim os benefícios dessa culinária.

Renata Gomide - Consultora Nutricional do Dietpro

Compartilhe este post

(31)3892 7700
vendas@dietpro.com.br
Rua Verano Faria, 53 Centro
Viçosa MG - 36570000
Close