Avaliação antropométrica: como definir métodos e protocolos a serem utilizados

30
Mai
Avaliação antropométrica: como definir métodos e protocolos a serem utilizados

Avaliação antropométrica: como definir métodos e protocolos a serem utilizados

Apesar de a avaliação antropométrica ser considerada o meio mais rápido e acessível entre os não invasivos, portanto, o mais recomendável para se avaliar e monitorar o estado nutricional durante a todas as etapas da vida, durante a abordagem nutricional uma das maiores dificuldades do profissional de nutrição é a definição de quais métodos e protocolos deverão ser empregados para determinados pacientes.

Na prática clínica, utilizamos diversas técnicas de avaliação da composição corporal que incluem a aferição do peso, da estatura, a avaliação de pregas cutâneas e de circunferências e perímetros corporais. Essa etapa da investigação clínica nutricional é aplicável em todas as fases do ciclo de vida, onde permite a classificação de indivíduos e/ou grupos populacionais, de acordo com o seu estado nutricional. No entanto, é necessário conhecer e analisar os métodos disponíveis e adequá-los segundo a necessidade do atendimento.

Com base em tal dificuldade elaboramos este artigo que tem como proposta demonstrar, de maneira sucinta, alguns dos principais objetivos de cada parâmetro que poderá ser empregado durante a avaliação antropométrica, acompanhe:

  • Dobras cutâneas
A investigação da gordura subcutânea pode refletir de maneira acurada o conteúdo de gordura corporal total, baseado no fato de que a espessura da gordura é relativamente constante. É um método de fácil obtenção de dados e baixo custo, sendo útil e praticável em grandes estudos populacionais. Apresenta as seguintes vantagens:

    1. Fornecer de maneira relativamente simples e não-invasiva a estimativa da gordura corporal;
    2. Caracterizar a distribuição da gordura subcutânea.

As dobras cutâneas geralmente são:

    • Tríciptal: dobra vertical medida na linha média da parte superior do braço, a meio caminho entre a ponta do ombro e a ponta do cotovelo;

    • Subescapular: dobra oblíqua medida imediatamente abaixo da extremidade inferior da escápula;

    • Suprailíaca: dobra ligeiramente oblíqua, medida diretamente acima do osso do quadril;

    • Abdominal: dobra vertical medida na linha média da coxa, a dois terços da distância entre a patela e o quadril;

    • Coxa: dobra vertical medida na linha média da coxa, a dois terços da distância entre o joelho e o quadril;

    • Axilar média: dobra oblíqua, tendo como ponto de reparo a orientação dos espaços intercostais localizados na intersecção da linha axilar.

    • Peitoral: dobra diagonal na metade da distância entre a linha axilar anterior e o mamilo para os homens e um terço da distância entre a linha axilar anterior e o mamilo para as mulheres.

Na prática clínica as dobras mais utilizadas são: tricipital, subescapular, suprailíaca, panturrilha e equações que utilizam o somatório de diversas combinações de dobras cutâneas para predizer a densidade corporal ou o percentual de gordura corporal.

  • Circunferências
A avaliação das circunferências corporal tem como principal objetivopresumir e analisar a gordura corporal e seus padrões de distribuições.

Principais circunferências utilizadas na prática clínica são:

    • Circunferência do braço (CB): é muito utilizada, pois a sua combinação com a medida da prega cutânea do tríceps (PCT) permite, através da aplicação de fórmulas, calcular a circunferência muscular do braço (CMB) e a área muscular do braço (AMA), área de músculo sem osso, que são correlacionadas com a massa muscular total, sendo utilizadas para diagnosticar alterações da massa muscular corporal total e, assim, o estado nutricional proteico (ACUNA; CRUZ, 2004).

    • Circunferência da cintura: sua medida não deve ser feita sobre roupas, o sujeito permanece em pé, com os pés juntos, os braços estendidos lateralmente e o abdome relaxado. A medida deve ser tomada em plano horizontal com fita inelástica no ponto mais estreito do tronco. É indicador de adiposidade profunda (MAHAN, L. K.; ESCOTT-STUMP, 2010).

    • Circunferência do quadril: deve ser medida com paciente trajando roupas leves e soltas, em pé, com os braços levantados para os lados e os pés juntos. O examinador senta ao lado do sujeito para melhor visualizar o nível da extensão máxima dos glúteos, dispondo a fita antropométrica em plano horizontal, que deve ser estendida sobre a pele sem comprimir as partes moles (WHO, 1998);

    • Relação da cintura para o quadril (RCQ): é calculada dividindo a medida da circunferência da cintura (cm) pela do quadril (cm). É fortemente associada à gordura visceral, sendo um índice aceitável de gordura intra-abdominal. É a medida de adiposidade mais utilizada, permitindo diferenciar a obesidade ginoide e androide (MAHAN, L. K.; ESCOTT-STUMP, 2010).

    • Circunferência da panturrilha: fornece a medida mais sensível de medir massa muscular no idoso, sendo superior à circunferência do braço (WHO, 1998).

  • Índice de massa corporal (IMC)
O IMC é um dos métodos mais utilizado para avaliação de risco nutricional, avalia a proporção entre o peso e a altura. É calculado pela relação entre o peso dividido pelo quadrado da altura do indivíduo, assim como expresso pela fórmula abaixo:

IMC =

Peso (Kg)

Altura (m)2


Desse modo, a unidade de medida deste indicador é Kg/m2.

É recomendado para o diagnóstico e classificação da obesidade, porém não expressa a composição corporal relativa ou quantitativa. Sendo também questionado por não considerar as mudanças de composição corporal, não diferenciando, por exemplo, hipertrofia muscular de obesidade. Portanto, não é um método indicado para atletas, esportistas e idosos.


O IMC acompanhado de outras variáveis, como, por exemplo, a circunferência da cintura, permite a identificação de risco de doenças cardiovasculares e analisam os padrões de distribuição da gordura corporal (HENRY, 1990).

Outras formas de avaliação da composição corporal

  • BIA (Impedância bioelétrica)
É um instrumento que mede a resistência corporal total para uma corrente fraca passada através do corpo avaliando a quantidade de água corporal total, percentual de gordura e massa magra corporal.

Apesar de ser um método com boa validação científica, não invasivo, prático, simples e de fácil manejo, existem alguns pré-requisitos para que seu resultado seja fidedigno, dependendo de grande cooperação do avaliado. Por exemplo, a manutenção dos níveis normais de hidratação afetam a exatidão da técnica e a desidratação ou hiperhidratação também afeta as concentrações normais de eletrólitos no corpo (MCARDLE & KATCH, 2003).

Avaliação Ultrassônica da Gordura

Um medidor ultrassônico portátil avalia a distância entre a pele e a camada de gordura – músculo e a camada de gordura, músculo e osso. É útil no mapeamento da espessura do músculo e gordura nas diferentes regiões corporais.

Avaliação Radiográfica da Gordura do Braço

Estimativa direta e inequívoca do conteúdo em gordura corporal. A espessura da gordura fornecida pela radiografia substitui as dobras cutâneas.

Avaliação da Gordura por Tomografia Computadorizada (TC)

A técnica de mapeamento por TC consegue fornecer imagens em corte transversal para qualquer parte do corpo.

Diante do apresentado neste artigo é importante ressaltar que o profissional de nutrição deve ter mente que o emprego ou definição de método ou parâmetro que deverá ser utilizado na avaliação antropométrica dependerá do objetivo da investigação e deve ser levando também em consideração as características do indivíduo ou população a ser investigada. E pensando nesta questão foi desenvolvido o software de Avaliação Nutricional e Prescrição de Dietas – Dietpro Clínico -, cujo objetivo é auxiliar o profissional de nutrição no diagnóstico e acompanhamento nutricional de seus pacientes, o que inclui uma avaliação antropômetro bem fundamentada.

Adriana Lopes Peixoto – Coordenadora de Marketing e Vendas da A.S.Sistemas

 Marceli Almeida Mendonça – Estagiária de Nutrição da A.S.Sistemas

 Fonte da imagem:<http://www.corbisimages.com/ >

Compartilhe este post

(31)3892 7700
Rua Verano Faria, 53 Centro
Viçosa MG - 36570000
Close